Loading...
0%

Quem está sujeito à redução do Bolsa Família em junho?

Quem está sujeito à redução do Bolsa Família em junho?

Nesta sexta-feira (23), o Governo Federal finaliza a primeira semana de transferências do Bolsa Família para junho. O Ministério do Desenvolvimento Social celebra um crescimento na média de liberações, porém, inúmeros cidadãos expressam suas insatisfações nas redes sociais acerca de uma diminuição no valor dessas liberações.

Conforme os beneficiários relatam, os montantes das transferências estão decrescendo neste mês de junho. Em certos casos, os cortes podem atingir até 50%, isto é, os usuários receberiam apenas metade do que vinham recebendo nos meses anteriores. Mas qual é a causa desse declínio?

Em junho, dois grupos que fazem parte do Bolsa Família estão experienciando uma queda nos montantes do programa. Abaixo, estão os possíveis motivos para este declínio.

Ler também: Verifique se você foi aprovado no Bolsa Família 2023. Aprenda como consultar.

Ler também: Saiba tudo sobre o Valores a Receber

Ler também: Valores aguardam saque para milhões no Brasil; verifique se você está na lista!

Ler também: Saque do Bolsa Família sem Documentos choca brasileiros

Ler também: Bolsa Família: Novas opções de empréstimo disponível pelo Caixa Tem

Ler também: Bolsa Família anuncia a introdução de cartões de débito para facilitar os pagamentos

Ler também: SAQUE DE ‘DINHEIRO ESQUECIDO’ EM BANCOS É LIBERADO; VEJA COMO FAZER.

Ler também: Reestruturação do Bolsa Família? Compreenda as modificações com a atual MP

Ler também: Perguntas frequentes sobre o Minha Casa Minha Vida: Saiba tudo sobre o programa habitacional

Ler também: Desenrola Brasil inicia segunda fase de renegociação: Saiba quem pode se beneficiar agora

Ler também: Desenrola Brasil: Renegociações de Dívidas Antecipadas por Grandes Lojas

Ler também: Real Digital: Governos Avaliam Modificações nos Pagamentos de Benefícios. Entenda!

Ler também: Voa Brasil: Passagens Aéreas por R$ 200 Governo Oferece Promoção até 31/08 para Brasileiros

Ler também: Novo Valor do Auxílio-Gás 2023: Descubra Agora Quanto Você Receberá em Agosto

A renda per capita

O Ministério do Desenvolvimento Social indica que o motivo mais habitual para as reduções dos montantes está na elevação da renda per capita. A partir deste mês de junho, começou a integração dos dados do Cadúnico com as informações do CNIS, que compila as rendas dos participantes do programa.

Com a combinação desses dados, o Governo Federal estaria percebendo que muitas pessoas teriam, de fato, uma renda per capita maior do que a inicialmente reportada. Quando isso acontece, o cidadão pode ter seu Bolsa Família diminuído ou até mesmo revogado pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

quando a renda aumenta para um valor inferior a R$ 218

Se a renda per capita da sua família aumenta, mas permanece abaixo de R$ 218, não há alterações. Nesta situação, não existe nenhuma barreira para que o cidadão continue recebendo o Bolsa Família normalmente. O valor não é diminuído, e a família continua no sistema de recebimento.

quando a renda aumenta para algo entre R$ 219 e R$ 660

Se a renda per capita da família aumenta para um valor entre R$ 219 e R$ 660, a situação muda um pouco. Neste caso, o cidadão passa para uma espécie de Regra de Proteção. Ele continua recebendo o Bolsa Família, mas com um valor reduzido, por mais dois anos. Caso a renda volte a cair, ele retorna ao valor original.

quando a renda aumenta para mais de R$ 660

Se a renda per capita da família se eleva para algo acima de meio salário mínimo, o cidadão é imediatamente retirado do programa social. Neste caso, o Governo Federal passa a acreditar que o cidadão não necessita mais do dinheiro do Bolsa Família, e precisa ceder o espaço para outro usuário em maior necessidade.

Para verificar se a sua renda realmente aumentou ou não, basta seguir os seguintes passos:

Visite o site oficial ou o aplicativo do Cadastro Único;

Selecione Consulta Completa;

Faça o login pelo Gov.BR;

No menu principal, selecione Consulta de Renda CNIS.

O consignado do Bolsa Família

Se a sua renda permaneceu a mesma e mesmo assim o seu Bolsa

Família foi reduzido em junho, a situação pode ter sido causada por outra razão: os descontos do consignado do Auxílio Brasil. Quem solicitou este saldo no ano passado pode ainda ter deduções nos valores em 2023.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal comunicou que não está mais oferecendo o consignado para usuários do Bolsa Família. Contudo, aqueles que solicitaram o dinheiro no ano passado ainda precisam continuar com as deduções até o pagamento total da dívida.

Se você não teve a renda alterada e nem solicitou o consignado do Auxílio Brasil e ainda assim teve o Bolsa Família reduzido, a sugestão é entrar em contato com o Ministério do Desenvolvimento Social para compreender o que ocorreu e como solucionar a situação.