Loading...
0%

Risco iminente: 580 famílias correm o risco de perder o benefício do Bolsa Família – Saiba quais são as razões

Risco iminente: 580 famílias correm o risco de perder o benefício do Bolsa Família – Saiba quais são as razões

Um pente-fino regular é realizado nos cadastros do importante programa do governo brasileiro, o Bolsa Família, visando garantir sua eficiência e o correto direcionamento dos recursos. Nesse processo, diversas famílias têm sido desligadas do programa devido ao descumprimento das regras estabelecidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

As razões que podem resultar no cancelamento do Bolsa Família incluem a falta de movimentação ou saque do benefício. Quando os beneficiários deixam de acessar o valor depositado em suas contas do Caixa Tem por mais de 90 dias, isso pode levar ao desligamento do programa.

A desatualização cadastral é outro fator que pode levar ao cancelamento do Bolsa Família. De acordo com as regras, é obrigatório atualizar os dados cadastrais a cada dois anos ou sempre que houver mudanças na composição familiar, como alterações de endereço, nascimento, morte ou efetivação de emprego. O não cumprimento dessa obrigação pode resultar na exclusão do programa.

Ler também: Bolsa Família anuncia a introdução de cartões de débito para facilitar os pagamentos

O fornecimento de informações incorretas no momento do cadastro também pode levar ao cancelamento do Bolsa Família. Se for identificado que os dados informados são falsos ou foram prestados de má fé, o grupo familiar é automaticamente desligado. Para identificar inconsistências, ocorre o cruzamento de dados do CadÚnico com outras bases governamentais.

O Bolsa Família é direcionado para famílias em situação de vulnerabilidade social, com renda per capita de até R$ 218 mensais. Caso seja constatado que a renda familiar está acima do valor declarado, isso pode levar ao cancelamento do benefício. É importante ressaltar que o programa visa auxiliar aqueles que mais necessitam, e o descumprimento dessa condição pode resultar na perda do benefício.

O cancelamento do Bolsa Família não apenas implica no desligamento do programa, mas também pode levar à perda do acesso a outros programas sociais vinculados ao Cadastro Único. A atualização cadastral é essencial para garantir a participação em diversas iniciativas sociais e auxílios governamentais.

Ler também: Reestruturação do Bolsa Família? Compreenda as modificações com a atual MP

Além disso, o cancelamento do Bolsa Família representa um impacto financeiro significativo para as famílias afetadas. O benefício, que é de no mínimo R$ 600 mensais, é uma fonte importante de subsistência para muitas famílias de baixa renda. Com a perda desse auxílio, essas famílias podem enfrentar dificuldades adicionais para suprir suas necessidades básicas.

Na cidade de Natal, localizada no estado do Rio Grande do Norte, 579 famílias foram notificadas sobre o risco de cancelamento do Bolsa Família devido à falta de movimentação do benefício. Os beneficiários podem verificar se seu benefício está na lista de possíveis cancelamentos por meio do aplicativo Natal Digital.

Ler também: Saiba tudo sobre o Valores a Receber

É fundamental realizar o pente-fino nos cadastros do Bolsa Família para garantir que os recursos sejam direcionados às famílias que mais necessitam. O cancelamento do benefício ocorre quando há descumprimento das regras estabelecidas, como falta de movimentação, desatualização cadastral, prestação de informações incorretas ou renda acima

da declarada. Os beneficiários devem estar atentos às condições estabelecidas e realizar a devida atualização cadastral para evitar o desligamento do programa.

Ler também: Verifique se você foi aprovado no Bolsa Família 2023. Aprenda como consultar.