Loading...
0%

Bloqueio de benefícios: governo interrompe pagamento de 2.649 benefícios; entenda o motivo

Bloqueio de benefícios: governo interrompe pagamento de 2.649 benefícios; entenda o motivo

Descubra a razão para o bloqueio dos benefícios governamentais e o que os cidadãos afetados devem fazer a seguir. Saiba mais!

Nesta segunda-feira (19), ocorreu o bloqueio do pagamento de 2.649 benefícios pelo governo. Esta ação gerou inquietação em vários cidadãos que contam com esses valores para cobrir as despesas cotidianas.

Todavia, tal bloqueio é lícito e compulsório para todos os beneficiários da previdência social que não completaram a Prova de Vida 2023. É interessante notar que esta é a primeira vez que tal medida atinge os beneficiários vinculados à Fundação Piauí Previdência (PiauíPrev).

Logo, dos 10.677 beneficiários com aniversários entre janeiro e março, que tinham até 31 de maio para realizar a Prova de Vida, 8.028 cumpriram o requisito no prazo e mantiveram o recebimento dos pagamentos.

Reinício dos pagamentos é condicionado à regularização dos beneficiários

De acordo com a PiauíPrev, os pagamentos dos benefícios serão retomados cinco dias após a regularização pelos beneficiários. Para reajustar a situação, a previdência orienta que os beneficiários procedam com a Prova de Vida através do aplicativo “Meu RPPS”, disponível para Android e IOS.

Se o beneficiário recebe mais de um pagamento, basta realizar a Prova de Vida uma única vez para o regime próprio do Estado. No entanto, para os beneficiários que também são servidores estaduais, deverão escolher a matrícula dos benefícios que exigem a Prova de Vida.

O que é a Prova de Vida?

Anualmente, o INSS obriga todos os seus beneficiários de longo prazo a fazerem a Prova de Vida. O principal propósito desse procedimento é assegurar que o beneficiário ainda vive, evitando assim possíveis fraudes e pagamentos indevidos de benefícios.

Os prazos para realização da Prova de Vida dependem do mês de aniversário dos beneficiários e tem validade a partir do início desse mês, se estendendo por mais três meses.

Ler também: Auxílio Gás de junho: Descubra o valor do benefício neste mês