Universo dos Cartões
0%

Acréscimo no valor do salário mínimo vem aí para 2024: confira!

Acréscimo no valor do salário mínimo vem aí para 2024: confira!

Conheça a projeção de reajuste do salário mínimo para 2024 e os elementos que influenciam essa escolha.

Recentemente, em um diálogo com jornalistas, os ministros Fernando Haddad (Fazenda) e Simone Tebet (Planejamento) anunciaram que o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) fixará o salário mínimo de 2024 em R$1.421. Tal valor indica um crescimento de 7,7% comparado ao salário atual, que é de R$ 1.320.

Todavia, esse montante pode passar por revisões até o encerramento do ano. Portanto, o acréscimo de R$ 101 se fundamenta no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que estabelece o ajuste inflacionário para domicílios com renda entre 1 a 5 salários mínimos por mês. Isso se alia ao avanço do PIB (Produto Interno Bruto) de 2022.

Como se determina o acréscimo do salário mínimo?

Dessa forma, essa elevação segue a legislação vigente, que determina que os ajustes salariais sejam reais, isto é, superiores à inflação. Ao estipular o acréscimo do salário mínimo de 2024, vão avaliar dois marcadores econômicos: o INPC acumulado dos últimos 12 meses até novembro e a expansão do PIB em 2022.

Ler também: Saiba tudo sobre o Valores a Receber

No entanto, vale ressaltar que, devido à possível variação da inflação até novembro, o montante definitivo do salário mínimo de 2024 pode se modificar.

Como se projetará o salário mínimo após 2024?

Assim sendo, ao estabelecer o montante salarial de 2025 e dos anos posteriores, a fórmula considerará a inflação mensurada pelo INPC do último ano até novembro. Também levará em conta o desempenho econômico (PIB) dos dois anos anteriores.

Contudo, ao ponderar o desempenho econômico bi-anual, o governo pretende prevenir que uma eventual retração do PIB em um ano específico impacte diretamente o acréscimo salarial no ano subsequente.

Quais as consequências desse plano?

\Ler também: Real Digital: Governos Avaliam Modificações nos Pagamentos de Benefícios. Entenda!

Logo, o reajuste sugerido almeja duas metas principais. Estas são:

  • Impulsionar o poder de compra da classe trabalhadora;
  • Estimular a economia e assegurar que a inflação não deprecie o valor real dos vencimentos.