Loading...
0%

Transforme sua Educação: R$ 1.400 Todo Mês com o Programa Bolsa Permanência

Transforme sua Educação: R$ 1.400 Todo Mês com o Programa Bolsa Permanência

Ótimas novas para graduandos. Na terça-feira passada (13), as inscrições para o Programa Bolsa Permanência (PBP) foram abertas pelo Ministério da Educação (MEC). Os beneficiados têm previsão de receber R$ 1.400 mensais.

No total, 2.278 novas bolsas para alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica são oferecidas pelo programa. Então, continue lendo para aprender mais sobre o benefício e como se inscrever.

Ler também: Novo Calendário Bolsa Família JUNHO 2023 [Tabela Atualizada]

Inscrições para o Programa Bolsa Permanência são abertas pelo MEC

O Bolsa Permanência, criado em 2013, fornece até 10 mil bolsas simultâneas para ajudar estudantes de graduação em sua jornada. Desta vez, espera-se que o programa beneficie novos alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com prioridade para indígenas e quilombolas.

Foi destacado pelo MEC a intenção de priorizar alunos de Instituições Federais de Ensino Superior, pois essa é a demanda mais expressiva. O ministério também visa revisar as inscrições de estudantes que não foram beneficiados anteriormente.

Ler também: Saque do Bolsa Família sem Documentos choca brasileiros

Segundo o ministério, o objetivo principal do Bolsa Permanência é proporcionar melhores condições aos estudantes carentes. Assim, o auxílio de R$ 1.400 visa reduzir as desigualdades sociais e fornecer apoio financeiro para a conclusão da graduação do aluno.

Descubra como se inscrever no programa

Ler também: Benefício Excepcional Alcançará 20 mil Famílias; Veja se você é elegível

O candidato que atende aos principais requisitos deve acessar o Sistema de Gestão da Bolsa Permanência (SISBP) através do site para se inscrever. No portal, o estudante encontrará a portaria e mais detalhes sobre o processo seletivo. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de junho.

Vale lembrar que o Bolsa Permanência é direcionado para estudantes de graduação. No entanto, na semana passada, durante uma participação no programa Roda Viva, na TV Cultura, o Ministro da Educação, Camilo Santana, enfatizou que tem se esforçado para estabelecer um auxílio de permanência também para alunos do ensino médio.