Universo dos Cartões
0%

Saiba quem recebe o Bolsa Família nesta terça-feira

Saiba quem recebe o Bolsa Família nesta terça-feira

O calendário do Bolsa Família de janeiro começou no dia 18, ou seja, quase todos os beneficiários já receberam a parcela deste mês. Assim, nesta terça-feira (30) quem recebe são as famílias de NIS final 9. 

Vale destacar que neste mês o governo não depositou o valor do Auxílio Gás, tendo em vista que este benefício é bimestral e a última parcela foi em dezembro. Contudo, o calendário do Bolsa Família seguiu normalmente. 

Veja mais: MEI: teto de faturamento vai mudar; veja detalhes

Calendário Bolsa Família de janeiro 

O calendário de janeiro do Bolsa Família já está disponível, confira: 

  • 18 de janeiro – NIS final 1;
  • 19 de janeiro – NIS final 2;
  • 22 de janeiro – NIS final 3;
  • 23 de janeiro – NIS final 4;
  • 24 de janeiro – NIS final 5;
  • 25 de janeiro – NIS final 6;
  • 26 de janeiro – NIS final 7;
  • 29 de janeiro – NIS final 8;
  • 30 de janeiro – NIS final 9;
  • 31 de janeiro – NIS final 0. 

Quem pode receber o benefício? 

É importante destacar que o Bolsa Família é destinado somente para famílias de baixa renda. Além disso, bem como os demais benefícios do governo, para ter acesso às parcelas os beneficiários precisam cumprir algumas regras como:

  • Avaliação do estado nutricional das crianças;
  • Calendário de vacinação em dia;
  • Frequência escolar de crianças e adolescentes;
  • Acompanhamento pré-natal de gestantes. 

O que pode mudar no Bolsa Família em 2024? 

Atualmente, há discussões em torno de uma proposta de ajuste no limite de renda para o Bolsa Família em 2024. Entretanto, conforme indicado no Orçamento para o referido ano, não está previsto um aumento no valor do benefício. Apesar disso, existe a perspectiva de inclusão de mais famílias no programa ao longo do ano.

O Ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, enfatizou a importância de manter as informações cadastrais atualizadas para garantir a continuidade do direito ao benefício. Desta forma, é aconselhável permanecer atento ao Cadastro Único (CadÚnico) e efetuar atualizações quando necessário.

Imagem: Agência Brasil