Universo dos Cartões
0%

Restrições no Bolsa Família 2023 para Mães Líderes de Família? Saiba Mais

Restrições no Bolsa Família 2023 para Mães Líderes de Família? Saiba Mais

Entenda o episódio que gerou burburinho online. Recentemente, um vídeo emergiu em plataformas de redes sociais, como o Kwai, alegando que as mães que são chefes de família estariam sendo barradas de acessar o Bolsa Família. Conforme o conteúdo do vídeo, alegava-se que o MDS (Ministério do Desenvolvimento Social) estaria estabelecendo restrições para esse grupo específico.

Contudo, essa narrativa é, de fato, uma notícia falsa. O próprio MDS já esclareceu a questão, ressaltando que as mulheres que lideram suas famílias estão, na verdade, entre as prioridades para a concessão do auxílio.

Governo esclarece situação sobre mães chefes de família e o Bolsa Família

Em resposta ao alvoroço, o Governo Federal assegurou que as mães chefes de família não estão sob ameaça de perder o benefício. Adicionalmente, reforçou que elas se enquadram entre os principais grupos de recebimento prioritário.

No entanto, para assegurar a continuidade do benefício, é crucial seguir as diretrizes do programa. Neste contexto, um dos requisitos fundamentais é a inscrição no CadÚnico (Cadastro Único do Governo Federal para Benefícios Sociais).

Todos os beneficiados pelo Bolsa Família reconhecem que, para serem inclusos no programa, devem estar registrados no CadÚnico. Contudo, é imprescindível que suas informações estejam sempre em dia.

Em termos práticos, os cadastrados devem atualizar seus dados sempre que houver alteração em qualquer informação familiar, como rendimento ou número de integrantes. Ademais, é mandatório renovar o cadastro bi-anualmente, mesmo na ausência de alterações familiares.

Para promover essa atualização, o líder da família deve procurar o CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) mais acessível em sua localidade.

Ler também: Bolsa Família: Novas opções de empréstimo disponível pelo Caixa Tem

Quais fatores podem resultar no bloqueio do auxílio?

Diversas circunstâncias podem prevenir que os beneficiários recebam as quantias do Bolsa Família. Tipicamente, as razões são devidas ao descumprimento de certos requisitos do programa. Veja:

  • Exceder a renda estipulada (R$ 218 per capita);
  • Não renovar o CadÚnico no biênio anterior;
  • Desatualização do cartão de vacinas;
  • Presença inferior a 60% na escola para crianças de até 5 anos;
  • Frequência escolar abaixo de 75% para estudantes entre 6 e 18 anos;
  • Gestantes que negligenciam o pré-natal;
  • Guardiães que não acompanham nutricionalmente crianças até 7 anos.

Liberação dos pagamentos do Bolsa Família em agosto

Portanto, as mães responsáveis pelas famílias que integram o programa têm a segurança de que receberão o benefício neste mês. O cronograma de pagamentos do Bolsa Família, com as datas oficiais, já tem divulgação pelo Governo Federal.

A Caixa Econômica Federal administra os pagamentos, estabelecendo o cronograma baseado no último dígito do NIS (Número de Identificação Social) de cada beneficiário. Neste mês, a distribuição inicia no dia 18, para os registrados com NIS final 1. Veja a programação:

  • Final de NIS 1: 18 de agosto;
  • Final de NIS 2: 21 de agosto;
  • Final de NIS 3: 22 de agosto;
  • Final de NIS 4: 23 de agosto;
  • Final de NIS 5: 24 de agosto;
  • Final de NIS 6: 25 de agosto;
  • Final de NIS 7: 28 de agosto;
  • Final de NIS 8: 29 de agosto;
  • Final de NIS 9: 30 de agosto;
  • Final de NIS 0: 31 de agosto.

Como efetuar o resgate do Bolsa Família?

Ler também: Desenrola Brasil: Renegociações de Dívidas Antecipadas por Grandes Lojas

Os favorecidos têm à disposição diversos meios providos pela Caixa para sacar seus benefícios. Assim, o resgate do Bolsa Família pode ocorrer via caixas automáticos, agências bancárias, lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui.

Adicionalmente, o banco oferece o aplicativo Caixa Tem, que proporciona acesso à conta social digital. Por meio desta conta, o Governo Federal concretiza os pagamentos de seus programas assistenciais.

Desse modo, os beneficiados têm a facilidade de movimentar os recursos recebidos sem a necessidade de deslocamento físico, usando apenas seus smartphones. Com o Caixa Tem, é possível realizar PIX, transferências, pagar contas, recarregar celulares, entre outros serviços à disposição.