Loading...
0%

Reajuste do Bolsa Família: Descubra quem será beneficiado com valores acima de R$ 600!

Reajuste do Bolsa Família: Descubra quem será beneficiado com valores acima de R$ 600!

Talvez você não saiba disso, mas é factível obter o Bolsa Família acima de R$ 600 em determinadas situações. Isso ocorre porque o programa inclui pagamentos extras além do valor base de R$ 142 por membro da família.

Consequentemente, o total pode ultrapassar R$ 1 mil por mês. No entanto, você precisa manter seu cadastro atualizado para receber os valores mais altos e cumprir com os requisitos específicos do programa.

Neste artigo, fazemos algumas reflexões sobre o tópico para esclarecer todas as suas dúvidas. Continue lendo para entender.

Quem pode receber o Bolsa Família ACIMA de R$ 600?

Ler também: Bolsa Família: Novas opções de empréstimo disponível pelo Caixa Tem

Existem certas condições que possibilitam o recebimento do Bolsa Família acima de R$ 600. Veja quando isso pode acontecer:

  • Número de membros na família: é importante considerar o valor base por membro familiar usado no cálculo do benefício, que é R$ 142 por pessoa. Portanto, uma família de 10 membros pode receber um Bolsa Família de R$ 1420. Enquanto isso, famílias com um ou dois membros têm garantido o recebimento mínimo de R$ 600 mensais.
  • Gravidez: mulheres grávidas, acompanhadas corretamente durante o pré-natal, podem receber um valor extra durante a gestação. O valor adicional é de R$ 50.
  • Crianças até seis anos de idade: famílias com crianças de até seis anos de idade no núcleo familiar podem receber um valor extra de R$ 150. Isso significa que, se forem duas crianças na família, o extra será de R$ 300.
  • Crianças e adolescentes entre sete e 18 anos: se a família tiver crianças e adolescentes na faixa etária de sete a 18 anos, podem receber um adicional de R$ 50 no Bolsa Família. Este valor é cumulativo, considerando o número de crianças e adolescentes na casa.
  • Portanto, em situações como as mencionadas, que permitem pagamentos extras, é possível receber bem mais de R$ 600. No entanto, as regras devem ser seguidas para que isso seja viável.

O cumprimento de condições como frequência escolar e vacinação das crianças, acompanhamento de gestantes em Unidades Básicas de Saúde e renda familiar dentro do limite do programa é necessário para manter os pagamentos mensais.

Ler também: Benefício Excepcional Alcançará 20 mil Famílias; Veja se você é elegível

Como solicitar o aumento do benefício?

Se você se enquadra em uma ou mais das categorias que citamos, pode atualizar seu cadastro no CadÚnico diretamente no CRAS mais próximo.

Assim, você poderá apresentar documentos que comprovem seus membros familiares, renda mensal, etc.

Por fim, no caso das gestantes, o pedido é feito automaticamente a partir do momento em que o pré-natal é iniciado. Isso ocorre porque os profissionais de saúde devem atualizar essas informações sobre você no sistema do Governo, tornando-as acessíveis aos responsáveis pelos pagamentos do Bolsa Família.