Loading...
0%

Nubank atrapalha os negócios na B3. Entenda

Nubank atrapalha os negócios na B3. Entenda

Recentemente, a B3, a bolsa de valores brasileira, testemunhou um fenômeno intrigante: uma queda notável no número de investidores. Este evento, sem precedentes desde 2016, levantou muitas sobrancelhas no mercado financeiro. O protagonista inesperado dessa história é o Nubank, a fintech que tem revolucionado o setor bancário no Brasil.

A situação começou a se desenrolar quando o Nubank fez sua estreia na bolsa, optando por listagens duplas na B3 e na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York). A oferta substancial de seus BDRs (Brazilian Depositary Receipts) para os clientes resultou em um aumento significativo no número de investidores na bolsa. No entanto, essa tendência não durou muito.

Veja Mais: Empréstimo do Bolsa Família. Entenda essa história

Mudanças estratégicas do Nubank e suas consequências

O ponto de virada ocorreu quando o Nubank decidiu retirar seus BDRs, originalmente negociados com o ticker NUBR33, e mudar para o BDR nível 1, perdendo assim seu status de listada na bolsa brasileira. Esse movimento obrigou os clientes e investidores a tomar uma decisão: trocar seus BDRs antigos pelos novos, agora negociados com o ticker ROXO34, optar por ações listadas na NYSE, ou simplesmente receber o dinheiro investido de volta.

Aqueles que não fizeram uma escolha ativa acabaram recebendo automaticamente o dinheiro investido. O resultado? Mais de 500 mil investidores se despediram da B3. É importante notar que, com a listagem inicial, mais de 750 mil novos CPFs haviam sido registrados na bolsa.

Impacto no mercado e perspectivas futuras

Os números falam por si: o ano de 2023 terminou com 4,95 milhões de CPFs individuais cadastrados na B3, uma redução de 1,1% em relação ao ano anterior. Sendo assim, o número de contas na depositária também viu uma queda, de 5,88 milhões para 5,77 milhões.

Além disso, o Volume Financeiro Médio Diário retraiu 14,7%, passando de R$ 28,2 milhões negociados por dia em 2022 para R$ 24 milhões em 2023. Apesar dessa retração momentânea, o movimento do Nubank destaca a dinâmica do mercado financeiro e sua capacidade de se adaptar e atrair novos investidores com estratégias inovadoras de oferta de ações.