Loading...
0%

Impacto negativo: Preço do gás sofre queda, porém, outras despesas aumentam para os brasileiros

Impacto negativo: Preço do gás sofre queda, porém, outras despesas aumentam para os brasileiros

O valor do gás tem sido um tópico em destaque para discussão no Brasil. Recentemente, os brasileiros presenciaram uma queda expressiva nos preços. No entanto, a consequência desse declínio no orçamento dos consumidores e no mercado como um todo tem gerado diversas considerações. Neste artigo, iremos explorar mais a fundo este tema.

Redução do Preço do Gás: Uma visão abrangente

De acordo com relatórios, o preço a começou a baixar em maio de 2023, após um período de altas seguidas. O custo do botijão decresceu 21,3%, atingindo menos de R$100 para os distribuidores. Essa foi a primeira vez, desde outubro de 2021, que o preço do gás vendido pela Petrobras às distribuidoras ficou abaixo de R$ 100.

Essa diminuição nos preços trouxe um alívio financeiro para muitos brasileiros. No entanto, nem todos os consumidores sentiram esse impacto ao adquirir um novo botijão.

O Preço do Gás e o consumidor

Ler também: Será que o Auxílio Gás chegará aos brasileiros neste mês?

Caso a queda no preço do gás fosse totalmente repassada para o consumidor, as famílias estariam desembolsando R$99,87 pelo gás de cozinha. Todavia, o preço final do gás de cozinha pode oscilar devido a diversos fatores, como a logística de distribuição e a estrutura tributária.

Vale salientar que o preço final do gás de cozinha não é estabelecido apenas pelo preço de venda da empresa, mas também pelo mix de fornecimento de cada distribuidora, as margens de lucro e os impostos federais e estaduais.

Variações de preços entre os Estados Brasileiros

Os impostos são um dos fatores predominantes para a variação do preço do gás em cada estado brasileiro. Depois dos impostos federais (PIS/PASEP, Cofins e Cide), o gás de cozinha também é tributado por um imposto estadual, o ICMS. Cada estado tem sua própria taxa de incidência sobre ele, o que pode majorar ou diminuir o valor final.

No entanto, a tributação não é o único aspecto que faz variar o preço do gás em cada estado. Outros aspectos, como a adição de biocombustíveis e as margens de lucro da distribuição e da revenda, também impactam o valor final ao consumidor.

Tabela de preço do Gás de Cozinha nos Estados Brasileiros em maio de 2023

EstadoPreço (maio/2023)
AcreR$119,15
AlagoasR$99,05
AmapáR$118,39
AmazonasR$123,96
BahiaR$111,77
CearáR$106,83
Distrito FederalR$100,99
Espírito SantoR$100,26
GoiásR$110,29
MaranhãoR$103,70
Mato GrossoR$125,07
Mato Grosso do SulR$111,49
Minas GeraisR$108,59
ParáR$112,78
ParaíbaR$109,65
ParanáR$104,85
PernambucoR$97,57
PiauíR$108,51
Rio de JaneiroR$96,61
Rio Grande do NorteR$109,63
Rio Grande do SulR$108,81
RondôniaR$124,98
RoraimaR$129,85
Santa CatarinaR$119,88
São PauloR$105,76
SergipeR$104,88
TocantinsR$122,00

Diminuição do Preço do Gás e outros combustíveis

Além do gás de cozinha, o corte anunciado pela Petrobras também refletiu nos preços do diesel e da gasolina para as distribuidoras. Essa redução foi de R$ 0,40 no litro da gasolina (12,6%) e de R$ 0,44 no litro do diesel (12,8%).

Ler também: Bolsa Família anuncia a introdução de cartões de débito para facilitar os pagamentos

Como economizar no Gás de Cozinha

Se o preço do gás de cozinha ainda onera o orçamento, existem algumas estratégias que podem ajudar a economizar o uso e fazer o botijão durar mais tempo:

  • Evite que o vento que entra pela janela atinja diretamente os queimadores do fogão.
  • Limpe os queimadores regularmente. Isso pode melhorar o desempenho do fogão e reduzir o tempo de cozimento.
  • Utilize mais a panela de pressão, que acelera o cozimento.
  • Evite abrir o forno quando estiver assando alimentos.
  • Prepare todos os ingredientes antes de iniciar o cozimento.
  • Use a panela com a tampa correta para evitar a dissipação do calor e o atraso no cozimento.

Além disso, é crucial lembrar que famílias de baixa renda e mulheres vítimas de violência doméstica com medidas protetivas de urgência podem se beneficiar do Vale Gás. A cada dois meses, o governo repassa R$110 para auxiliar na compra do gás de cozinha.