Loading...
0%

Haddad expressa preocupação em relação aos custos de energia

Haddad expressa preocupação em relação aos custos de energia

Na entrevista concedida pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ao jornal Folha de S.Paulo, ele destacou sua preocupação com o atual cenário dos custos de energia no Brasil.

Haddad ressaltou a importância de se buscar alternativas para reduzir as tarifas e garantir um fornecimento estável e acessível a todos os brasileiros.

O candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, levanta preocupações sobre o aumento dos custos de energia no país

Um dos pontos abordados pelo candidato é a necessidade de investimentos em fontes de energia renováveis, como a solar e a eólica.

Essas tecnologias têm se mostrado cada vez mais eficientes e sustentáveis, além de contribuírem para a redução das emissões de gases do efeito estufa.

Haddad ressalta que é fundamental incentivar o desenvolvimento e a adoção dessas fontes no Brasil, buscando maior autonomia energética e redução dos custos para a população.

Outro aspecto levantado pelo candidato é a importância de uma política de subsídio para as tarifas de energia, especialmente para as famílias de baixa renda.

Haddad argumenta que é preciso garantir que o acesso à energia não seja um fator de exclusão social, e que o Estado deve atuar para amenizar a carga financeira sobre essas famílias.

Investimento em Infraestrutura

Além disso, Haddad destaca a necessidade de investimentos em infraestrutura, especialmente na modernização das redes de distribuição de energia. Essas melhorias seriam fundamentais para reduzir as perdas na transmissão e distribuição, garantindo um fornecimento mais eficiente e consequentemente menor custo para os consumidores.

Em relação aos investimentos estrangeiros no setor energético, Haddad ressalta a importância de estabelecer parcerias sólidas e transparentes, baseadas em critérios técnicos e não apenas em interesses políticos.

O candidato afirma que é possível atrair capital estrangeiro, desde que haja uma regulação adequada e que os benefícios sejam compartilhados com a população brasileira.

No entanto, Haddad também alerta para a necessidade de preservar a soberania nacional. De acordo com ele, é fundamental estabelecer salvaguardas para evitar que empresas estrangeiras tenham controle total sobre o setor energético brasileiro, garantindo que os interesses nacionais sejam sempre preservados.

Em sua visão, o desafio é encontrar um equilíbrio entre a busca por soluções sustentáveis e a necessidade de reduzir os custos para a população.

Haddad acredita que é possível conciliar essas demandas, desde que haja um comprometimento da sociedade e do governo em buscar alternativas inovadoras e viáveis para o setor energético.