Loading...
0%

Governo tem planos de lançar microcrédito do CadÚnico; saiba mais

Governo tem planos de lançar microcrédito do CadÚnico; saiba mais

Em uma reunião recente, Fernando Haddad (PT), ministro da Fazenda, apresentou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) planos para criar um microcrédito para os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

Além disso, a pasta também trabalha para lançar o Desenrola Brasil, programa de renegociação de dívidas para pequenas empresas. Assim, de acordo com apuração do Valor Econômico, o encaminhamento das propostas em forma de Medida Provisória deve ocorrer até o final do mês de março. Veja mais detalhes!

Microcrédito do CadÚnico

Portanto, Haddad propõe uma expansão do microcrédito para famílias cadastradas no CadÚnico. Assim, isso significa que mais pessoas de baixa renda terão acesso a empréstimos de pequeno valor, facilitando o investimento em negócios próprios e outras iniciativas empreendedoras.

Em síntese, o microcrédito é uma ferramenta importante para promover a inclusão financeira e estimular o empreendedorismo entre famílias de baixa renda. Dessa forma, com acesso a pequenos empréstimos, essas famílias podem iniciar ou expandir seus negócios, melhorando assim sua condição econômica.

Microcrédito CadÚnico
Imagem: Pixabay/ joelfotos

Desenrola para pequenas empresas

Além do microcrédito para famílias, Haddad também discutiu planos para facilitar o acesso a recursos para pequenas empresas. Isso inclui a simplificação dos processos de obtenção de crédito e o desenvolvimento de políticas de apoio específicas para esse segmento empresarial.

Além disso, o Desenrola Brasil para pequenas empresas está sendo desenvolvido pelo Ministério da Fazenda em parceria com o Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Assim, o ministro Márcio França (PSB) estima que cerca de 8 milhões de empresas podem ser beneficiadas com o programa. 

Dessa forma, o Desenrola Brasil para empresas irá proporcionar juros mais acessíveis e descontos às pessoas jurídicas endividadas, assim como tem ocorrido desde 2023 com as pessoas físicas por meio do programa que se encerra neste mês de março.

Imagem: Pixabay/ joelfotos