Loading...
0%

Governo prorroga Desenrola Brasil até 30 de maio; confira como aproveitar

Governo prorroga Desenrola Brasil até 30 de maio; confira como aproveitar

Nesta quinta-feira (28), o governo federal, por meio do Diário Oficial da União, anunciou a prorrogação do programa Desenrola Brasil, uma medida que tem como objetivo facilitar a renegociação de dívidas para pessoas físicas inadimplentes. 

O Desenrola Brasil está dividido em faixas, sendo a Faixa 1 destinada especialmente a pessoas com rendimento de até dois salários mínimos ou que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com dívidas que não ultrapassem o valor de R$ 20 mil. 

Assim, a prorrogação anunciada foca especificamente nesta faixa, ampliando as oportunidades para que muitos brasileiros possam negociar suas pendências sob condições mais acessíveis. Veja mais detalhes!

Benefícios do Desenrola Brasil

Portanto, os benefícios para quem adere ao Desenrola Brasil são inúmeros. Dessa forma, a renegociação de dívidas pode ser realizada com descontos significativos, que em alguns casos chegam a 96%, podendo ser pagas à vista ou parceladas sem entrada, com prazos de até 60 meses. 

Assim, desde o início do ano, o governo tem trabalhado na expansão do acesso ao Desenrola Brasil. Dessa forma, a iniciativa já beneficiou cerca de 14 milhões de pessoas, permitindo a renegociação de cerca de R$ 50 bilhões em dívidas.

Neste ano, o Ministério da Fazenda firmou parceria com plataformas de instituições financeiras e empresas como a Serasa e os Correios, que facilitou ainda mais o processo de renegociação para o cidadão, que agora pode ter acesso ao programa até mesmo em uma agência dos Correios.

Desenrola Brasil
Imagem: Divulgação

Como aproveitar a oportunidade

Enfim, para aproveitar a oportunidade e renegociar suas dívidas por meio do Desenrola, é preciso cumprir os seguintes requisitos:

para renegociar as dívidas por meio do programa é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter renda de até dois salários mínimos (R$ 2.824); ou 
  • Estar inscrito no CadÚnico. 

Além disso, é preciso estar em uma das seguintes situações:

  • Ter ficado inadimplente entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022;
  • Dívidas devem estar ativas até 27 de junho de 2023.

Por fim, para aproveitar os benefícios do programa, basta acessar o site do governo e seguir os passos indicados.

Imagem: Divulgação