Universo dos Cartões
0%

Desvendando o Mistério: O 13º do Bolsa Família Finalmente Revelado

Desvendando o Mistério: O 13º do Bolsa Família Finalmente Revelado

Acompanhe as novidades sobre a aprovação do bônus extra. Regularmente, especialmente em meios digitais, circulam notícias sobre a possibilidade de aumentar o pagamento do 13º do Bolsa Família. Estas informações frequentemente alimentam debates.

Em alguns momentos, notícias falsas estão sendo divulgadas equivocadamente, gerando confusão entre os beneficiários do programa. A seguir, esclarecemos os detalhes referentes à realidade do 13º do Bolsa Família.

Desmistificando o 13º do Bolsa Família

Ler também: Verifique se você foi aprovado no Bolsa Família 2023. Aprenda como consultar.

É fundamental entender que as notícias veiculadas em redes sociais e outras plataformas, muitas vezes, não refletem a verdade. Em termos práticos, a grande maioria dos beneficiados pelo Bolsa Família não receberá o décimo terceiro. Lembremos que o único período em que este bônus foi concedido foi em 2019. Desde então, houve diversas tentativas de reintroduzi-lo, mas todas falharam.

A exceção que se destaca é o estado de Pernambuco, que decidiu continuar com essa bonificação. Portanto, efetivamente garante o pagamento do 13º do Benefício para seus cidadãos, uma ação já concretizada.

Mesmo sem uma regra federal que obrigue a entrega do décimo terceiro aos beneficiários, cada governo estadual pode optar por fornecê-lo. Assim, esta concessão fica a critério de cada estado. Para entender mais sobre as regras do programa, prossiga com a leitura.

Por que o Bolsa Família não inclui o 13º?

Aqueles cadastrados no Bolsa Família não têm direito ao décimo terceiro devido ao propósito do programa. Ele atua como um suporte assistencial, não associado a contratos de trabalho ou benefícios previdenciários que justificariam tal bonificação. O foco principal do Bolsa Família é auxiliar famílias em situações de extrema vulnerabilidade, garantindo uma renda que atenda às necessidades básicas.

Nessa perspectiva, o governo não tem a obrigação de conceder esse bônus. A falta do 13º do Benefício gera diversas opiniões e discussões.

Alguns alegam que, considerando o caráter assistencialista do programa, seria vantajoso adicionar o décimo terceiro para melhorar a renda no fim de ano. No entanto, outros defendem que há razões para não incorporar tal benefício, como a destinação adequada dos fundos e restrições orçamentárias que dificultariam este acréscimo.

O 13º do Bolsa Família em Pernambuco

O próprio estado financia os custos associados ao 13º do Bolsa Família em Pernambuco, independentemente dos fundos federais. Esta iniciativa, implementada durante o mandato anterior do governador Paulo Câmara, permanece sob o comando da atual governadora, Raquel Lyra.

Referente ao bônus para as famílias de Pernambuco, este foi entregue entre os dias 19 e 30 de junho, em uma parcela única de R$ 150, distribuída conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

A situação em Pernambuco alimenta debates

A questão do pagamento do décimo terceiro para os inscritos no Benefício continua polarizando opiniões. A omissão deste benefício no programa provoca discussões acerca de equidade e necessidades essenciais. Em contraste, a adoção dessa medida em Pernambuco demonstra uma solução regionalizada.

No entanto, é crucial entender que a escolha de adicionar ou excluir o 13º do Bolsa Família é influenciada por fatores financeiros, sociais e políticos, que diferem entre os diversos governos e regiões.