Universo dos Cartões
0%

Calendário oficial do BPC. Confira

Calendário oficial do BPC. Confira

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é uma assistência vital para muitos brasileiros. Em janeiro de 2024, os beneficiários do BPC estão ansiosos pelo próximo pagamento, especialmente após o recente aumento no valor do benefício. Este aumento trouxe uma onda de expectativa e alívio para muitos que dependem desse suporte financeiro.

O calendário de pagamentos do BPC é um aspecto crucial para os beneficiários, pois permite que eles planejem suas finanças e se preparem para o mês. Com o início dos pagamentos marcado para 25 de janeiro, estendendo-se até 7 de fevereiro, é essencial estar ciente das datas específicas para evitar qualquer inconveniente.

Veja Mais: CPF na nota pode te render quase meio milhão. Confira

Datas importantes para beneficiários do BPC

O calendário de pagamento do BPC está de acordo com o número final do benefício, especificamente o penúltimo algarismo antes do dígito. Para os beneficiários que recebem até um salário mínimo, as datas são distribuídas da seguinte forma: beneficiários com final 1 recebem em 25 de janeiro, final 2 em 26 de janeiro, e assim por diante, até o final 0, que recebe em 7 de fevereiro. Este cronograma ajuda a garantir que todos os beneficiários recebam seus pagamentos de maneira ordenada e eficiente.

Elegibilidade para o benefício em 2024

Para ser elegível ao BPC em 2024, os requisitos incluem ter 65 anos ou mais, ou ter uma deficiência comprovada para aqueles com menos de 65 anos. Além disso, é necessário ser brasileiro nato ou naturalizado, ou ter nacionalidade portuguesa com residência no Brasil.

Outro critério importante é ter a incrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) há pelo menos dois anos, e ter uma renda familiar de até 1/4 do salário mínimo por pessoa. Vale ressaltar que para receber o BPC, o usuário não precisa ter contribuído para o INSS. Contudo, este benefício assistencial não concede 13º salário e não deixa pensão por morte aos dependentes.