Loading...
0%

Bolsa Família: Confira os beneficiários que recebem até o final de julho

Bolsa Família: Confira os beneficiários que recebem até o final de julho

Os últimos dez dias úteis de julho marcam a época dos pagamentos do Bolsa Família, um padrão habitual. Desse modo, esses pagamentos iniciaram no dia 18 e prosseguem até 31 de julho, uma iniciativa do governo federal. A ordem dos desembolsos segue a sequência numérica final do NIS (Número de Identificação Social) de cada destinatário.

Os beneficiários com NIS terminando em: 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 já foram contemplados neste mês. Hoje, 27 de julho, a Caixa Econômica Federal realiza o pagamento para um grupo específico. Veja quem ainda será pago em julho:

  • Final do NIS 8: 27 de julho;
  • Final do NIS 9: 28 de julho;
  • Final do NIS 0: 31 de julho.

Declínio na média do Bolsa Família

Ler também: Verifique se você foi aprovado no Bolsa Família 2023. Aprenda como consultar.

Em julho, o Bolsa Família visa beneficiar aproximadamente 20,9 milhões de famílias de baixa renda, porém, o valor médio oferecido diminuiu.

O mês passado marcou uma média de R$ 705,4, enquanto para julho a média caiu para R$ 684,17. Cabe salientar que este é um valor médio, indicando uma queda no total desembolsado, mas os valores mínimos e adicionais permanecem constantes.

Esta queda ocorreu devido à política de proteção do Bolsa Família. Recentemente, cerca de 2,2 milhões de famílias adentraram essa regra, permitindo que continuem recebendo o benefício mesmo após excederem o limite de renda.

Quando um membro da família consegue emprego, aposentadoria, pensão ou até recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada), isso pode resultar num aumento na renda. Lembre-se, o limite de renda do Bolsa Família é de R$ 218 por pessoa.

Ao ser enquadrada na política de proteção, a família recebe metade do valor do Benefício. Este pagamento reduzido é válido por até 24 meses.

Existe um teto para o aumento de renda que permite a inclusão na política de proteção. Se uma família ultrapassar R$ 660 por pessoa, o Bolsa Família será interrompido e não receberá 50% do valor por até 24 meses.

Reduções no programa social

Em julho, também houve uma fusão dos dados do Bolsa Família com o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais). Isso revelou que vários beneficiários não deveriam estar recebendo o benefício.

Essa combinação de dados levou à exclusão de 341 mil famílias que estavam recebendo o Bolsa Família, mas cuja renda ultrapassava os limites estipulados.

O governo federal tomou esta atitude para assegurar que o programa alcance as famílias que realmente precisam, proporcionando maior suporte às condições socioeconômicas desafiadoras.