Loading...
0%

Benefícios Extras no Bolsa Família: Veja a Lista que Incrementa o Valor do Benefício

Benefícios Extras no Bolsa Família: Veja a Lista que Incrementa o Valor do Benefício

O Bolsa Família é uma iniciativa social do governo do Brasil destinada a combater a pobreza e a extrema pobreza no território nacional. Este programa proporciona uma transferência financeira mensal a famílias que enfrentam vulnerabilidade socioeconômica. Em setembro, a iniciativa distribuirá uma quantia base de R$ 600, embora algumas famílias possam incrementar esse montante com benefícios adicionais.

Benefícios adicionais do Bolsa Família

No mês de setembro, o Bolsa Família traz benefícios adicionais que podem complementar a assistência financeira oferecida. Esses incentivos se destinam a variados grupos de beneficiários, visando fornecer um apoio financeiro mais robusto para as famílias em situações de risco.

Ler também: Verifique se você foi aprovado no Bolsa Família 2023. Aprenda como consultar.

Crianças de 0 a 6 anos

Para apoiar as crianças em contextos de vulnerabilidade, o governo instituiu um Bolsa Família de R$ 150. Este auxílio extra iniciou seus pagamentos em março, permitindo que as famílias beneficiadas incrementem a quantia transferida em até R$ 300 acima do valor padrão.

Cerca de 8,9 milhões de crianças entre 0 a 6 anos se beneficiarão do Bolsa Família de R$ 150. Esse esforço representa um investimento do governo brasileiro de aproximadamente R$ 1,34 bilhão, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

Adolescentes, gestantes e lactantes

Para além do incentivo extra às crianças de 0 a 6 anos, as famílias com crianças a partir dos sete anos e adolescentes até os 18 anos também terão um adicional de R$ 50 por dependente. Mulheres grávidas e em fase de amamentação também terão acesso a um valor complementar.

Quantia distribuída aos beneficiários do Bolsa Família

A quantia distribuída aos beneficiários do Bolsa Família varia conforme o número de membros da família. Cada componente do núcleo familiar pode receber um benefício de R$ 142. Assim, núcleos familiares de até dez integrantes podem alcançar o montante máximo do Bolsa Família, fixado em R$ 1.420.

Se a família for menor e não atingir o valor padrão de R$ 600, o governo brasileiro assegura o complemento para atingir pelo menos essa quantia. Contudo, famílias mais extensas, como aquelas compostas por dez integrantes, obterão o valor total de R$ 1.420, de acordo com a nova metodologia de cálculo do programa.

Ler também: Reestruturação do Bolsa Família? Compreenda as modificações com a atual MP

Vale destacar que essas quantias são acumulativas e o governo tem um intervalo máximo de dois anos para atualizá-las. Os pagamentos da nova versão do Benefício iniciaram em março, com uma média de R$ 670.

Quem é elegível ao Bolsa Família?

Todas as famílias com uma renda mensal per capita de até R$ 218 são elegíveis ao Benefício. Isso indica que o somatório da renda de todos os membros da família, dividido pela quantidade de integrantes, deve ser inferior a R$ 218.

Por exemplo, uma mãe solo com três filhos menores que atua como diarista e tem rendimento de R$ 800 mensais é elegível ao Bolsa Família. Ao dividir a renda total de R$ 800 por quatro, obtemos R$ 200, valor abaixo dos R$ 218 estipulados.

Obrigações do Bolsa Família

Para acessar o Bolsa Família, as famílias precisam atender a certos compromissos em áreas como saúde e educação. Dentre as obrigações, destacam-se:

  • Monitoramento do pré-natal;
  • Adesão ao calendário de vacinação nacional;
  • Acompanhamento nutricional de crianças menores de 7 anos;
  • Frequência escolar mínima de 60% para crianças entre 4 a 5 anos e 75% para beneficiários entre 6 a 18 anos que ainda não concluíram a educação básica;
  • Atualização regular do Cadastro Único, pelo menos a cada dois anos.

Agenda do Bolsa Família de setembro

Confira a seguir a programação de pagamentos do Benefício para setembro, de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS):

NIS finalData de pagamento
118 de setembro
219 de setembro
320 de setembro
421 de setembro
522 de setembro
625 de setembro
726 de setembro
827 de setembro
928 de setembro
029 de setembro

Por meio do Benefício, o governo do Brasil se empenha em prover assistência financeira às famílias em vulnerabilidade. Com os incentivos adicionais, o programa intensifica sua relevância na luta contra a pobreza, promovendo a melhoria da qualidade de vida desses núcleos familiares.