Loading...
0%

Beneficiários do Bolsa Família contarão com ajuda dos bancos para saques mais fáceis

Beneficiários do Bolsa Família contarão com ajuda dos bancos para saques mais fáceis

Os principais bancos estatais do Brasil, nomeadamente Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia, iniciaram uma ação conjunta inovadora. O foco é a integração e unificação dos seus serviços, possibilitando que os clientes dessas quatro instituições usem caixas eletrônicos em qualquer filial desses bancos.

Uma iniciativa sem precedentes no Brasil

A presidente da Caixa, Maria Rita Serrano, enfatizou a novidade dessa ação, a primeira vez que quatro bancos estatais se unem para criar uma estratégia de benefício à população brasileira. Embora Banco do Nordeste e Banco da Amazônia tenham atuação regional, o governo federal tem controle sobre todas as quatro instituições.

Um benefício expressivo dessa parceria seria para os beneficiários do Bolsa Família. Eles poderão retirar o benefício em qualquer unidade desses quatro bancos, tornando o processo mais prático e com mais opções de localização.

Ler também: SAQUE DE ‘DINHEIRO ESQUECIDO’ EM BANCOS É LIBERADO; VEJA COMO FAZER.

Bolsa Família – Interconexão entre os bancos

A integração prevista ocorrerá em duas fases neste ano: nas agências bancárias e nas lotéricas da Caixa. Os quatro bancos terão uma rede de 9 mil agências e 13 mil lotéricas, totalizando 22 mil unidades, conforme a presidente.

Serrano ressalta que as 22 mil unidades de atendimento estarão disponíveis para os 5.564 municípios e os 21 milhões de beneficiários do Bolsa Família. Anteriormente, a Caixa tinha uma política individual de compartilhamento com outros bancos, mas agora será aplicada entre as quatro instituições.

Deste modo, a ideia é ampliar e integrar os serviços para facilitar o acesso dos beneficiários aos produtos financeiros. Além disso, os bancos planejam implementar ações de sustentabilidade, segurança conjunta e aperfeiçoamentos na experiência digital. Segundo Serrano, essas alterações estão de acordo com as solicitações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Implementação Planejada e Desafios

Nesse contexto, Serrano mencionou que o tempo para implementação dessa rede compartilhada dependerá da tecnologia de cada banco, pois cada um tem um sistema diferente. Porém, ela acredita que o compartilhamento de serviços e atendimento estará disponível ainda este ano. Quando questionada sobre a possibilidade de um “balcão único”, ela descartou essa ideia, ao menos no início, afirmando que se aplicará apenas aos caixas eletrônicos.

Acordo entre Bancos

Ler também: Saque do Bolsa Família sem Documentos choca brasileiros

O trato entre os bancos implica a formação de um grupo multidisciplinar, com o propósito de buscar parcerias entre as instituições financeiras e soluções tecnológicas inovadoras para aprimorar a autenticação via biometria e logins compartilhados.

Este acordo inédito foi firmado por Tarciana Medeiros (Banco do Brasil), Maria Rita Serrano (Caixa Econômica Federal), Paulo Câmara (Banco do Nordeste), Luiz Lessa (Banco da Amazônia) e o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dario Durigan.

Esse é indiscutivelmente um marco no setor bancário brasileiro, e os beneficiários do Bolsa Família serão os mais beneficiados por essa iniciativa. A integração de serviços bancários facilitará o acesso a esses serviços, principalmente em áreas rurais e remotas do país.

Nessa nova fase de acessibilidade bancária, o Bolsa Família e seus beneficiários são o centro de uma grande transformação e, sem dúvida, é um passo importante para a inclusão financeira no Brasil.